7 TENDÊNCIAS EUROPEIAS PARA A FABRICAÇÃO DE MÓVEIS

Kika Mattos, arquiteta sócia da Triart Arquitetura, e Thaís Lauton, editora-chefe da Casa e Jardim, listaram as principais tendências europeias que podem influenciar a fabricação de móveis.

A valorização da experiência do cliente, o resgate de materiais e a coautoria são alguns dos destaques em tendências para fabricação de móveis, apresentados por Kika Mattos, arquiteta sócia da Triart Arquitetura, e Thaís Lauton, editora-chefe da Casa e Jardim, durante sua palestra na Indústria do Futuro, na ForMóbile.

Elas listaram as principais tendências europeias que podem influenciar a fabricação de móveis, confira:

1: Vivência – proponha experiências ao seu cliente com produtos expostos. Outro ponto é instigar a curiosidade do público em eventos, provocando experiências diferentes ao expor seus produtos;
2: Coautoria – as especialistas recomendam deixar que o cliente finalize a peça com você. “Hoje o morador atua ao lado do profissional e assina junto o projeto”, diz Thaís Lauton;
3: Inspirações não convencionais – a criatividade é outra tendência em destaque. As especialistas sugerem usar o humor nos projetos para dar leveza e um ar de criatividade, como móveis com múltiplas funções;
4: Resgate de processos e materiais – outra tendência é a mistura de processos artesanais com as novas técnicas de mercado;
5: Novos usos de materiais – outra forte tendência é a adaptação de materiais para outras finalidades, como por exemplo criar um espelho com outros recursos;
6: Conforto high tech – aliar a tecnologia ao projeto é fundamental para proporcionar conforto e novas experiências ao cliente;
7: Abraçar causas – as especialistas finalizaram comentando a importância do comprometimento da indústria com sustentabilidade, trabalhando a economia de recursos e reutilização de materiais.

 

Fonte: Redação ForMóbile